Você não é tão forte quanto seu pai era na sua idade

 

img_2-1Dos anos 80 pra cá, os homens foram mais impactados, enquanto as mulheres não alteraram tanto a força empregada em suas atividades cotidianas.

Se você é sedentário e está tranquilo deitado no sofá se protegendo com a prerrogativa de que seu pai é um homem forte e seu avô é ou foi um homem forte, levante-se daí imediatamente. Seus genes não te salvarão: olhe para suas mãos delicadas, conte os calos inexistentes. Você não é tão forte quanto seu pai era quando tinha a sua idade, nem perto disso.

Um novo estudo realizado nos Estados Unidos descobriu que homens da geração millennials (de 20 a 35 anos) têm mãos e braços consideravelmente mais fracos que seus pais quando tinham a mesma idade. Os pesquisadores pediram para que 237 estudantes saudáveis da Universidade da Carolina do Norte testassem o quão forte eles conseguem bater em um objeto(grip strenght) e segurar algo com apenas dois dedos (pinch strenght).

O resultado foi aterrador, principalmente entre os homens: a média que eles conseguiram chegar foi 44 Kg de força. Em 1985, essa mesma média passava de 53 Kg de força. E quanto mais novos os voluntários, mais baixos os índices individuais.
As mulheres se saíram melhores que eles. A força das voluntárias millennials é praticamente igual à que suas mães tinham. Os cientistas creditam essa disparidade de força entre os gêneros à diferentes mudanças de hábitos – os homens foram mais impactados, enquanto as mulheres não alteraram tanto a força empregada em suas atividades cotidianas. O cenário padrão de um dia em casa nos anos 80 é fácil de imaginar: os homens lavavam o carro, cortavam a grama, faziam reparos na casa e as mulheres cuidavam dos filhos, da comida e outras atividades domésticas. Somado a isso, a prática de várias profissões foi automatizada, exigindo menos força física dos funcionários.

joe-weider-net-worth1Como força física é uma medida importante para avaliação física e, consequentemente, uma boa forma de saber como está a saúde de alguém, os pesquisadores se preocupam com as doenças que os millennials possam desenvolver e com a possível morte um pouco mais prematura que seus pais.

E aí, anima levantar desse sofá? Chame seu pai para ajudá-lo, capaz dele estar mais em forma que você.

Fonte Super Interessante